O QUE É O KEFIR? Kefir é um probiótico e trata-se de um agru...
Facebook
Google+
Pinterest
WhatsApp

Queijo de Kefir

Se você ainda não conhece o tal do bichinho do iogurte, o maravilhoso probiótico kefir está a hora de conhecer. São centenas de benefícios e milhares de receitas, você pode fazer praticamente todas as receitas com kefir, temos o kefir de leite e o kefir de água para poder criar deliciosas receitas salgadas ou doces. Mas o que é kefir? São microrganismo, uma bactéria do bem composta por lactobacilos vivos que quando entram em contato com o leite ou açúcar, formam leveduras responsáveis por produzir uma bebida probiótica. O cultivo é muito fácil e simples, o seu kefir de leite ou kefir de água pode ser cultivado em casa. O kefir de leite depois de fermentado por algumas horas se transforma em um delicioso iogurte (o iogurte de kefir) e o kefir de água depois de fermentado produz uma gostosa bebida probiótica gasificada.

O QUE É O KEFIR?

Kefir é um probiótico e trata-se de um agrupamento natural granulado de micro-organismos vivos que quando administrados em quantidades e formas corretas, trazem benefício a quem o utiliza proporcionando equilíbrio bacteriano intestinal, auxilia no controle do colesterol, diarreias ou prisão de ventre (dependendo do tempo de fermentação), redução do risco de câncer e alguns outros benefícios.

Para se produzir kefir é necessário conseguir primeiro os grãos de Kefir que contém uma variada flora de micro-organismo benéfica ao ser humano.

Uma vez obtidos os grãos de Kefir pode-se ter kefir em casa para sempre, basta cultiva-los ou até mesmo guarda-los em condições especiais por longos períodos quando não estiverem sendo consumidos.
O Kefir para nosso consumo é o leite fermentado por algumas horas com grãos de Kefir, podemos ingerir os grãos também, mas normalmente preserva-se os grãos para a produção de mais Kefir.

Devemos ter em mente que o Kefir é diferente do iogurte, yakult, coalhadas caseiras e similares. Pessoas tem tentado gerar os grãos de Kefir em casa e o máximo que conseguem é uma coalhada. O Kefir foi criado na antigüidade e até hoje é desenvolvido sob condições particularmente quase impossíveis de serem repetidas na maioria das nossas residências atuais.

Para se gerar os grãos de Kefir “do nada” hoje em dia seria necessário simular um “ambiente” propício para seu surgimento, como foi feito a milhares de anos atrás, o que seria extremamente complexo e difícil para a maioria de nós, portanto será muito mais econômico e prático ganhar os grãos através de doação, por exemplo, do que tentar fazer. O Kefir é de difícil industrialização e atualmente no mundo existem diversos estudos para poder industrializar, veja nos links abaixo o Kefir em alguns países onde já existe a utilização, industrialização e/ou estudos:

O Kefir pode ser refrigerado para consumo, mas não pode ser colocado no congelador, freezer ou submetido a temperaturas abaixo de 0°C (zero grau centígrado) porque perderá micro-organismo que perecerão.

No trato gastrointestinal de crianças recém nascidas são naturalmente encontrados diversos micro-organismo contidos no Kefir, com o passar do tempo e também porque provavelmente paramos de consumir muito leite, “perdemos” esses micro-organismo, e eles praticamente só podem ser reencontrados no Kefir.

Composição do Kefir:

O grão de Kefir é um agrupamento gelatinoso polissacarídeo que tem vários micro-organismo em simbiose, e sua complexidade ainda não foi completamente decifrada pela ciência. Basicamente o Kefir contém: 8 leveduras, 2 bactérias acéticas, cerca de 16 lactobacilos, cerca de 9 streptococci/lactococci, ácido fólico, ácido pantotênico, biotina(vitamina B), cálcio, carboidratos, fósforo, gordura, lactase, magnésio, niacina (vitamina B3), potássio, proteínas, pyridoxina (vitamina B6), triptofano, vários outros aminoácidos benéficos, vitamina B12, vitamina K.

QUEIJO DE KEFIR

Ingredientes:

2 litros de leite
500 ml de iogurte de kefir
Sal a gosto

Modo de Preparo:

Em uma panela, coloque o leite e deixe ferver.
Depois que começar a ferver, adicione o iogurte, mexa até talhar.
Desligue o fogo, acrescente o sal e misture bem, espere ficar morno.
Despeje o liquido dentro de uma peneira forrada com um pano limpo (pode ser um pano de prato ou aqueles proprios para queijo).

Agora existem duas maneiras: 1° Aperte bem o pano para que saia todo o soro, passe essa pastinha para uma vasilha de sua preferencia e leve para geladeira de um dia para o outro. Depois é só desenformar e servir.
2° Deixe dessorando por 24 horas dentro da geladeira, desenforme e está pronto o seu queijo.

Envie seu comentário:

Produzido por Vanessa Rosa.  F15D Todos os direitos reservado 2018